Monica Saccarelli, fundadora e CEO da DIIN e Paulo Bonucci, vice-presidente Latin America da Red Hat apresentaram aos filiados e convidados do LIDE Ribeirão Preto a geração de valor de suas companhias.

O LIDE Ribeirão Preto promoveu na última quarta-feira (20/02), mais uma edição do LIDE Next Solutions, no Absolluto (Avenida Wladimir Meirelles Ferreira, 1485). O encontro teve a participação de Monica Saccarelli, fundadora e CEO da DIIN e de Paulo Bonucci, vice-presidente Latin America da Red Hat para debaterem o tema “Como gerar valuation com modelos de negócios”.

O evento, com a medição de Anderson Criativo, CEO do ONOVOLAB, reuniu filiados do Grupo de Líderes Empresariais e convidados. Monica e Bonucci apresentaram aos participantes suas trajetórias profissionais e as inovações que realizaram em suas companhias até serem vendidas.

Segundo Monica, ela já era empreendedora sem saber que empreenderia. “Cai no mercado financeiro de paraquedas. Sou formada em marketing e me especializei na área digital. Fui trabalhar na Bovespa e fiz carreira na Bolsa de Valores. Sai por alguns anos e voltei na LINK, maior corretora que atendia aos principais bancos. Lá comecei com o trabalho digital”, explica.

Outra empreitada de Monica foi na criação da Rico, uma plataforma que trabalha 100% on-line. “Não tínhamos agência física. Em pouco tempo conquistamos o segundo lugar entre as corretoras financeiras. Em 2016 a empresa foi adquirida”, comenta.

“Não foi fácil montar a Rico, pois desenvolvemos ela com um sonho de nos colocarmos no lugar do cliente, não com a ideia de vender. A empresa teve dois anos de prejuízo, mas com uma equipe motivada, aconteceu uma grande virada. O sucesso foi possível graças a quatro passos:  sempre estar ao lado do cliente, ter um time comprometido, focar em ser o melhor e acreditar”, analisa Monica.

O último desafio de Monica é a DIIN, fundada em outubro de 2018. “A ideia surgiu quando eu analisava os números da Poupança. No Brasil, 60 milhões de pessoas poupam entre R$ 100 e R$ 50 mil. O número mostra que todos investem em uma modalidade que não rende. Identificamos que os brasileiros não sabem investir e têm pouco dinheiro. Criamos a empresa com o objetivo de ajudar as pessoas a guardarem dinheiro. A população diz que não tem dinheiro, mas com apenas R$ 1 é possível poupar”, observa.

Para Paulo Bonucci, vice-presidente Latin America da Red Hat, empresa de tecnologia que nasceu há 25 anos nos Estados Unidos e hoje é líder de código aberto, o valuation foi consolidado durante a trajetória da companhia. “Em outubro de 2018 a Red Hat foi comprada pela IBM por US$ 34 bilhões. No mercado, já aconteceram transações maiores, mas o que chama atenção é que a empresa não tem propriedade intelectual, não existe ativo, temos um modelo de inovação, foi isso que a IBM comprou”, diz.

“Na Red Hat trabalhamos com transformação digital, o que envolve muita tecnologia, como software, hardware, mas o centro e o sucesso são as pessoas. A forma que temos para capacitar e habilitar o colaborador a inovar rapidamente, isso é a nossa mudança digital”, salienta Bonucci.

Segundo Boucci, toda empresa precisa iniciar a sua transformação digital. “Para começar é importante seguir algumas frentes úteis: grandes companhias reagem rápido as mudanças, elas se antecipam. Disrupção é imprevisto, não é linear. Fazer um grande projeto é uma aposta e um grande risco. Envolva pessoas faça com que elas deem certo, pense grande e encare o fracasso. É melhor raciocinar em vários projetos do que em um grande que pode não dar certo”, comenta.

“Nós seguimos a jornada com orgulho e satisfação porque a IBM nos comprou, mas ela não adquiriu um produto. Obteve a capacidade de inovação construída pela Red Hat”, finaliza Bonucci.

Sobre o LIDE Ribeirão Preto – o grupo tem seis anos de atuação e conta com 112 empresas filiadas, além de 168 jovens empreendedores que integram o LIDE Futuro. Desde 2012, o LIDE Ribeirão Preto promoveu 88 ações com a participação de empresários de sucesso. A unidade já conquistou duas vezes o Prêmio LIDE de Eficiência, como a melhor do grupo nacional e formou em 2018 o LIDE Mulher Ribeirão Preto.